Wonder Woman #10 - New 52


- segunda-feira, 25 de junho de 2012
O trabalho de Brian Azzarello, com Cliff Chiang e Akins Tony em "Wonder Woman" tem sido, até agora, um dos melhores da DC Comics atualmente. A inclusão de Akins me preocupou no início, mas ele está mostrando o quanto o seu trabalho de ilustração é bom. E agora incluíram também o artista Kano nas ilustrações, mas pra mim a transição foi quase imperceptível, só soube porque li nos créditos.

Kano está fazendo um trabalho tão bom quanto ao de Chiang e Akins, linhas suaves e limpas, rostos expressivos,... Confesso que inicialmente não gostava dessa troca de desenhistas, mas pra falar a verdade isso é muito bom. É sempre bom ver o trabalho de outros artistas e a percepção que cada um possui destes personagens. De muitas maneiras, a arte de Kano é como uma fusão destes outros dois artistas, o cabelo cuidadosamente penteado, feições expressivas no rosto da Mulher-maravilha que combinam perfeitamente com ela.

Quanto à história em si, tem momentos brilhantes. Uma história em quadrinhos que começa com a Mulher-maravilha sob o poder do seu próprio laço da verdade, afirmando que ama Hades. É um momento difícil, talvez essa cena é mais difícil de se encarar do que as da sua fuga. E tudo isso graças a Brian Azzarello, que está escrevendo tudo com muita perspicácia.

A Mulher-maravilha "número 10" continua a tendência dos fortes quadrinhos, tanto na escrita, como na arte. E apesar de eu preferir o traço de Chiang, Akins e Kano estão aprovados.

Hades só queria o amor de Diana. A idéia de perder sua noiva traz à tona a criança confusa dentro de si. Ele não consegue entender como Diana pode amá-lo e deixá-lo ao mesmo tempo... Ou melhor, ele não entende como ela consegue amar a todos. 


Sua idéia de amor é dicotômica, sem espaço para redefinição. Ele deixa Diana ir embora, mas a lição de amor não foi totalmente compreendida por ele. Esta lição precisa de tempo para desenvolver e criar raízes em seu coração frio.

Provavelmente um dos melhores números do arco desta série. O suspense é aquele que nos conduz para a próxima edição. Estou extremamente curiosa pra saber o que está por vir. Uma revista notavelmente agradável de se ler.

author

.:: Andhora Silveira ::.

É graduanda em Ciência da Computação. Ama ficção científica,
histórias em quadrinhos, heavy metal, livros, física, astronomia e tecnologia.
É uma leitora exigente e gosta muito de escrever. Vida longa e próspera.

Comente pelo facebook:

Comentário(s):

Comente pelo blogger:

1 comentário:

Bob Mota comentou:

Gostei muito desse número, finalmente temos a conclusão desse arco. Achei muito interessante a forma como mostraram o poder de Hades sobre o mundo inferior, impressionante o banho de sangue e como ele se torna uma cabeça para devorar Diana.
A personagem Discórdia está muito bem representada, o papel dela é muito coerente. Ela está ali para causar confusão, sempre traindo e formando alianças. Gosto muito de como estão tratando esta personagem.
Gostei de toda a estória, principalmente o final em que é revelado o presente de Hefestos e Diana se vingando de Hades! Impagável!
Adorei! Ansioso pelo próximo número!

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário

* Todos os comentários são lidos e moderados previamente;

Não serão publicados aqueles comentários que:

* Não estão relacionados ao tema do post;
* Contém propagandas (spam);
* Com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;
* Possui erros ortográficos e miguxês.

Back to Home Back to Top