Reais garotas nerds


- quinta-feira, 21 de abril de 2011
No twitter, vi algo que dizia mais ou menos assim:

"Garota Sexy Nerd/Geek da semana, mande suas fotos; NÓS QUEREMOS VOCÊ!".

Certo, fui dar uma checada no link, a ideia poderia até ser interessante se tratasse de garotas nerds reais.

Mas o que eu vi foi uma modelo em roupas mínimas com uma armação de óculos pesada fazendo poses sensuais e bancando de nerd. Ok, você não é nerd.

Coisas como esta sempre me queimam por dentro.

Em primeiro lugar, eles não estão realmente à procura de garotas nerds. Eles estão procurando estrelas/modelos dispostas a usar armações de óculos de plástico, com sua maquiagem habitual e saias curtas, intencionalmente sensuais e com algum item que remete à tecnologia, ou à "coisas de nerds", assim encarnando um fetiche e ganhando em cima disso já que ser nerd é "legal e na moda" agora. Existem muitos sites assim.

Em segundo lugar, eu tenho uma informação para os criadores de Garotas Nerds. Eu fui uma nerd. Eu sou uma nerd. E isso não era e nunca foi divertido. Não era sexy. Não era popular. As coisas nunca foram boas para mim, e ninguém me queria do jeito que eu era, por muitos e muitos anos eu era apenas a "CDF" da sala vítima de gozações, que todos chiavam quando acertava a pergunta do professor, até eu crescer e me tornar uma garota com corpo de mulher, mas ainda assim nerd. Mas isso não é o que o público quer ver e reconhecer.

O site pede "garotas nerds/geeks sexy". A fetichização superficial e altamente sexualizada de uma garota de fantasia que finge ser uma nerd. Eu estou disposta a apostar quem ali não ama a ciência, computadores, ou livros. Quem não pode usar aqueles sapatos porque doem? Quem é ímpar, quem é introvertida, que não faz amigos facilmente? As pessoas não te amam por isso, a bela imagem é mais fácil de se amar.

Garotas nerds reais reivindicam objetivos diferentes: desmontar os mitos de que os meninos são melhores em matemática e ciências do que as meninas, mostrar que uma garota inteligente pode revolucionar o nosso futuro e incentivar outras meninas a mudar o mundo através da ciência, tecnologia, engenharia e matemática, ao abraçar o seu poder feminino.

Quero ver esses sites mostrar a face dessas mulheres. Seria fantástico ver uma série sobre mulheres cientistas reais e suas lutas no mundo da escola e do trabalho. Mulheres normais com carreiras científicas.

Eu adoraria ver algo que realmente explorasse profundamente e derrubasse mitos sobre a capacidade das meninas na matemática! Mas o que estão vendendo aqui pouco tem a ver com a vida real ou o poder feminino de garotas nerds de verdade.

Isso está prejudicando as garotas nerds reais. Concordo que admitir a mulher em questões e assuntos técnicos é uma questão complicada, considerando toda vulgarização da mulher principalmente em tempos mais atuais. A situação é um pouco mais complicada quando você introduz coisas como papéis de gênero, papéis sexuais, e misoginia. Eu sou uma grande defensora dos direitos das mulheres em geral, e faço o que posso para promover a igualdade dos sexos no meu próprio campo trabalho.

Pode ser difícil promover isso. A sociedade, por vezes, só vê as mulheres como objetos sexuais, o que é injusto. Eu prefiro pensar em complexidade, e vejo a sexualidade da mulher como uma estrutura rica. Estas mulheres são fortes, inteligentes, tecnicamente avançadas.

Não estou dizendo que não existem mulheres bonitas e inteligentes ao mesmo tempo, só estou dizendo que a beleza está muito além de uma fachada externa. E isso torna tudo mais interessante. Acho que precisamos superar essa nova tendência/bobagem.

author

.:: Andhora Silveira ::.

É graduanda em Ciência da Computação. Ama ficção científica,
histórias em quadrinhos, heavy metal, livros, física, astronomia e tecnologia.
É uma leitora exigente e gosta muito de escrever. Vida longa e próspera.

Comente pelo facebook:

Comentário(s):

Comente pelo blogger:

2 comentários:

Alyx Hawk comentou:

Sou nerd. Li e gostei. Divulgarei seu artigo. Parabéns. Vc é uma nerd de verdade, o passado não importa mais. Todos os mais inteligentes sofreram do hoje chamado "bullying" (na minha época era "zoação" mesmo). O que importa é o que somos hoje, e eu me orgulho muito disso. Outras pessoas que eu gosto também se orgulham e quem eu amo também. Hoje sou empreendedor porque sou nerd, e muitos desejariam fazer o que eu faço. Preciso de mais o que? Ainda jogo videogame e sou feliz.

Bob Mota comentou:

Eu concordo com você. E o único motivo que identifico para isso é: Acesso.
Hoje em dia isso dá muito acesso. É só procurar na web, tem muitos sites com campanhas do tipo. Não é uma justificativa, é um motivo.
Eu creio que a forma de conseguir acessos com conteúdo relacionado a cultura pop, é se inspirando em sites como o Jovem Nerd, Nerd Drops, e por aí vai.
Mas o problema é: É mais difícil.
Mais fácil é por um monte de garotas de óculos em poses sensuais.
Assim o site ganha quilos de acessos, ganha dinheiro, e os idiotas agradecem.
Eu não admiro coisas desse tipo.

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário

* Todos os comentários são lidos e moderados previamente;

Não serão publicados aqueles comentários que:

* Não estão relacionados ao tema do post;
* Contém propagandas (spam);
* Com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;
* Possui erros ortográficos e miguxês.

Back to Home Back to Top