Background: A História de Emmliac Arbielvis


- segunda-feira, 28 de março de 2011
Sistema / Cenário: Tormenta RPG
Mestre: Moisés Mota (Blog/Twitter)
Jogador: Andhora Silveira
Personagem: Emmliac Arbielvis / Sexo: Feminino
Continente: Arton / Raça: Elfo / Classe: Ranger / Nível: 15º / Tendência: Leal-Bom



Emmliac Arbielvis, filha de Zora Arbielvis e de Omnisolo Arbielvis, é uma elfa dotada de caráter e senso de bondade notáveis, apesar de sua história de sofrimento e superação durante sua infância e adolescência.

Como fruto de seu intenso amor, Zora e Omnisolo conceberam Emmliac. Teslas, a vila em que moravam e que há décadas desfrutava da paz e da fartura, estava ameaçada por grupos de Orcs saqueadores e assassinos que vinham planejando um ataque de total destruição à Teslas.

O dia em que traria trevas à vila chegara e os elfos, apesar de terem se preparado para a defesa do terrível ataque dos Orcs e de terem salvo a sua valiosa vila, perderam muitos irmãos, dentre estes estava o casal Arbielvis, deixando assim a pequena Emmliac órfã.

Emm, como era chamada pelos mais próximos, possuía habilidades e uma vitalidade incríveis. Adorava explorar ambientes, ter contato com a natureza e amava a presença dos animais: ela era capaz de domar o mais feroz destes.

Emm foi criada pelo seu avô, Londupimeeg, o mais sábio de todos os elfos da vila. Londupimeeg ensinara a Emm as artes milenares do combate, guerra e sobrevivência, porém era muito rigoroso em seus ensinamentos. Emm não fraquejava em nenhum dos desafios propostos por seu avô. Em um desses difíceis desafios Emm partiu em busca do valioso pólen da flor de sirbius, uma flor altamente letal, cujo pólen possuía propriedades de cura inestimáveis, Emm conheceu Fofinho. Por "Fofinho" você poderia imaginar um coelho, um gato, ou qualquer outra criatura que possa passar uma imagem de fofinho, mas não é bem por aí...

Emm descansava debaixo de uma árvore esperando o amanhecer para continuar sua jornada em busca do pólen de sirbius, até que ouvira um barulho que nunca havia antes escutado por trás do matagal. Até que avistou uma pequena criatura que parecia assustada na presença de uma serpente potencialmente venenosa. A criatura tentava se defender, mas era inútil.

Emm possuía uma habilidade inata no trato de animais e um vínculo com a natureza já característico de sua raça. Sua primeira atitude foi empunhar a espada e proferir palavras para afugentar a serpente que obedecendo saiu do local. Emm nunca tinha visto nada parecido com essa criatura. Sem dúvida era algo raro, parecia um réptil e tratava-se apenas de um filhote. O bichinho olhava curioso e espantado diante da elfa. Ela se aproximou dele e tentou fazer algum carinho. Ele recuou de imediato, mas logo cedeu aos carinhos de Emm.

Bem, Emm precisava encontrar logo a flor para poder voltar a vila, então partiu novamente na busca afinal a alvorada já surgia. Começou a andar, mas percebeu que o bichinho a seguia. Ela havia achado finalmente a flor, colheu seu pólen muito cuidadosamente e quando voltou para guardar o recipiente com pólen em sua bolsa, viu que o bichinho havia de escondido dentro de sua bolsa. Ela sorriu e disse com muita serenidade: "você é muito fofinho". Logo surgiu uma grande amizade dali e passou a chamá-lo de Fofinho.

Quando Emm chegara à vila, percebeu que os outros elfos cochichavam vendo ela chegar com aquele réptil nos braços. Chegando à casa de seu avô, ela mostrou as novidades que trouxera. O avô exclamou-lhe:

- Mas como? Esse é um espécime muito raro. Se trata de um dinossauro, Emm. E se eu não me engano, ele é um Velociraptor, é um carnívoro, poderá trazer problemas futuros para a vila.

Ao que Emm respondeu:

- Ficarei com ele. Cuidarei para que ele não cause problemas.

Londupimeeg disse:

- Está bem então! Ainda bem que elfos não fazem parte da dieta predileta de um Raptor, senão definitivamente, teríamos problemas! - brincou.

Mas com o passar do tempo, surgiram as reclamações dos demais moradores da vila.

"Estão sumindo as galinhas!"

"Só as galinhas? Ontem sumiu uma das minhas cabras!"

Certamente Fofinho estava por trás desses sumiços, mas era da natureza dele caçar e as reclamações não paravam. Cansada daquilo tudo e com um espírito muito livre, Emm resolve partir em busca de novas aventuras junto com Fofinho. Na despedida, Londupimeeg lhe dá belo arco longo que estava na família a muitas gerações, capaz de causar uma explosão flamejante quando utilizado e sua espada mais afiada, seguido de um longo abraço de apreço e carinho. Emm parte montada em seu dinossauro.



Na busca por aventuras, ela combate assassinos, participa de resgates, obtendo sucesso em todos os seus trabalhos. Sua fama começa a correr por todo o continente de Arton...

Emmliac acaba se juntando com um grupo de aventureiros e são contratados pelo rei do reino de Tollon para transportar um perigoso criminoso que havia sido capturado no reino de Ahlen e levá-lo para as autoridades de Tollon.

E uma de suas maiores aventuras começa aqui...

{Continua...}


author

.:: Andhora Silveira ::.

É graduanda em Ciência da Computação. Ama ficção científica,
histórias em quadrinhos, heavy metal, livros, física, astronomia e tecnologia.
É uma leitora exigente e gosta muito de escrever. Vida longa e próspera.

Comente pelo facebook:

Comentário(s):

Comente pelo blogger:

Seja o primeiro a comentar!

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário

* Todos os comentários são lidos e moderados previamente;

Não serão publicados aqueles comentários que:

* Não estão relacionados ao tema do post;
* Contém propagandas (spam);
* Com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;
* Possui erros ortográficos e miguxês.

Back to Home Back to Top