Razões pelas quais eu amo "De Volta para o Futuro"


- sábado, 4 de dezembro de 2010
Estou atualizando "De Volta Para o Futuro" ao status de: "Um dos meus filmes de ficção científica que já assisti". Não só porque ele é um dos poucos filmes que apresenta muitos gêneros ao mesmo tempo, mas também porque é cheio de imagens icônicas e conceitos.

Então, eu apresento a vocês algumas razões que me fazem amar tanto essa trilogia e porque ela tomou um lugar tão querido em minha vida de cinéfila.

1. Primeiro, é uma comédia fantástica embalada ponta a ponta com risos, o que coloca comédias mais atuais no chão.

2. Mas é um thriller cativante, com uma série de cenas tensas e sequências de ações bem fundamentadas, que culminam em um conjunto perfeito na sua construção complexa, mas também define um escopo bem mais amplo.

3. É uma história de amor, em que seus protagonistas se apaixonam, e trabalham em função desse amor.

4. É um clássico sci-fi que tem uma carga de conceitos tão alta que pode te fazer pensar até ter uma hemorragia nasal ("e se eu pudesse voltar no tempo?", "e se eu alterar o espaço-continuum?", etc... ) e a sequência de fatos durante o filme ocorre no ritmo certo (com algumas ressalvas).

5. Tem meu pôster favorito de todos os tempos, uma imagem estática que grita com ação e emoção, e frases instigantes, como: "Ele é o único filho que causa problemas antes de nascer".



6. A sequência da abertura é uma obra de gênio: começa mostrando ao redor do laboratório de Doc Brown e a sequência de cenas quase sem palavras perfeitamente configura os temas centrais do filme.

7. Nossa introdução a Marty McFly é também um ícone e de antemão explica por que um garoto anda com um inventor de cabelos brancos e excêntrico.

8. A transição de fatos mostra Hill Valley em toda sua corrida até à glória.

9. Apesar do filme estar inserido grande parte do tempo em um ambiente escolar, nunca vemos qualquer ensinamento real acontecendo, mas o Mr. Strickland é certamente um dos professores mais memoráveis dos filmes. Especialmente tendo em vista que ele parece ser "imortal"...



10. Marty é um personagem perfeito para o público jovem (especialmente o da época). Ele é um rapaz com aspirações e que deseja ter uma banda de rock.

11. Ele namora Jennifer Parker (Claudia Wells), porém, por um golpe de sorte, logo é justificável ele ser um pouco ciumento. Mas Marty também precisava de uma boa razão para voltar, não acha?

12. Por outro lado, ele teria todos os motivos para querer permanecer onde estava. Sua família demonstra bastante porque ele gostaria de melhorar a si próprio e encorajar os outros a fazer isso. Crispin Glover e Lea Thompson, especialmente se destacaram em ambas as épocas.

14. O filme é cheio de detalhes que mostram as diferenças entre as eras, e também as vinculam brilhantemente.

15. Michael J. Fox e Christopher Lloyd fazem um "par" perfeitamente estranho.

16. "Você construiu uma máquina do tempo... a partir de um DeLorean?". Eu já vi muitos carros modificados, mas nada chega perto do DeLorean modificado por Doc - é uma máquina do tempo que me faria gritar em voz alta!



17. Crispin Glover: O homem que é a própria definição de "ator culto" e que teve sua grande chance em "De Volta para o Futuro". A partir daí, passou a esculpir uma carreira brilhante, com uma infinidade de excentricidades fora da tela. Glover é brilhante como George McFly. Ele tornou viva a minha concepção de "herói nerd".



18. Johnny B. Goode: "De onde eu venho, é uma música antiga." Quando Marty olha para a multidão chocada com o som, ele ironiza:
"Eu acho que vocês ainda não estão prontos para isso... mas os seus filhos vão adorar!"



19. A referência a Chuck Berry: o filme sugere que Marty é o responsável por dar a Chuck Berry a inspiração para Johnny B. Goode, o pioneiro do rock n' roll.

20. As sequências: As Partes II e III podem não ser tão boas quanto a original, mas juntas elas formam uma das, se não a maior trilogia de toda a história do cinema. O enredo da "Parte II" é tão complicado que faz seu cérebro doer se você realmente parar pra pensar sobre o que exatamente está acontecendo.





21. A performance de Michael J. Fox: Michael J. Fox é um grande ator. Sem dúvida ele sempre será lembrado por seu desempenho e talento, merecidamente.

22. A definição da Cultura Pop: "Se meus cálculos estiverem corretos, quando chegar a 88 milhas por hora... Veremos algo muito sério." - A primeira cena em que vemos a viagem no tempo do DeLorean e a trilha de chamas que ele faz não é apenas um ícone que atesta a genialidade de Doc. Tudo sobre a cena é reconhecível e define o filme. Esta é uma das cenas mais legais que já vi.



23. Einstein: O cachorrinho de Doc. Ele é incrivelmente adorável. Einstein, assim como quase todos os personagens do filme, tem o seu homólogo em 1955, Copérnico.



24. Ele ganhou um Oscar! Ahn... Ok, foi na categoria "edição de som", mas ganhou!

25. O filme tem uma boa mensagem em seu núcleo: "Se você colocar uma ideia na sua mente, você pode fazer qualquer coisa." - esse é o bordão que inspira Doc e deixa uma impressão duradoura. Ah, e outra coisa - se você viajar no tempo, tente evitar alguma relação com sua mãe.



26. Doc Brown: Doctor Emmett L. Brown deve ser um dos personagens mais queridos do filme. Foi uma das melhores interpretações de Christopher Lloyd que eu já vi - o cabelo estilo Einstein e, claro, sua lista interminável de invenções (que falharam). No entanto, por trás de sua dedicação à ciência, Doc tinha uma amizade tocante com Marty. E não vamos esquecer: este é o homem que inventou um DeLorean que viaja no tempo!



27. Spielberg: Chefe da Universal, na época Sid Sheinberg tinha feito muitas mudanças no script de "Back to the Future", algumas boas, outras muito chocantes. Uma delas era a mudança do título. Ele não acreditava que alguém iria ver um filme com 'futuro' no título. Em um memorando do diretor Robert Zemeckis, Sheinberg teria afirmado que o título deveria ser mudado para 'Spaceman From Pluto ". Felizmente Steven Spielberg interveio e respondeu a Sheinberg em um memorando de sua autoria agradecendo ao executivo por sua "nota de piada", dizendo que todos podem dar um "chute fora"; Sheinberg, supostamente, foi muito orgulhoso para admitir, mas deixou o título. Spielberg é genial.

28. A piadinha de Marty com Darth Vader + Star Trek: "Meu nome é Darth Vader. Eu sou um extraterrestre do planeta Vulcano" - Marty ♥

Bem, eu adoraria ficar e falar mais, porque tem tanta coisa que eu não mencionei e existem muito mais razões que podem ser discutidas em um futuro post.






... mas...

... I'm outatime!

author

.:: Andhora Silveira ::.

É graduanda em Ciência da Computação. Ama ficção científica,
histórias em quadrinhos, heavy metal, livros, física, astronomia e tecnologia.
É uma leitora exigente e gosta muito de escrever. Vida longa e próspera.

Comente pelo facebook:

Comentário(s):

Comente pelo blogger:

1 comentário:

Bob Mota comentou:

Eu adoro a série!! Uma coisa que você esqueceu de informar é que ela é totalmente baseada no príncipio da viagem do tempo de H.G. Wells, o pai da viagem no tempo. Ou seja, totalmente bem embasada.
E outra coisa, adorei o: "É um clássico sci-fi que tem uma carga de conceitos tão alta que pode te fazer pensar até ter uma hemorragia nasal".
Realmente eu me pergunto se fosse possível volta no tempo se aquela situação da carta no final do segundo filme seria possível?

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário

* Todos os comentários são lidos e moderados previamente;

Não serão publicados aqueles comentários que:

* Não estão relacionados ao tema do post;
* Contém propagandas (spam);
* Com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;
* Possui erros ortográficos e miguxês.

Back to Home Back to Top