Minhas impressões: Akira (1988)


- sábado, 11 de dezembro de 2010


Um dos momentos decisivos na história do anime japonês veio em 1988 com o lançamento de Akira. Baseado no famoso mangá de Katsuhiro Otomo, Akira é provavelmente um dos melhores animes que existem. O assisti recentemente, por recomendação, e me impressionei com a qualidade de roteiro, desenho e até então, eu havia assistido a poucos animes que possam ser considerados como "gênero de ficção científica".

O filme foi escrito e dirigido pelo próprio Otomo. Não surpreendentemente, o roteiro é escrito como se Otomo tivesse uma noção clara da aura de cada personagem e sua importância para a trama do filme.

Akira tem cerca de duas horas de duração, o que o torna lento para ser um anime, mas o tempo prolongado é necessário para executar fielmente e abranger sua história do início ao fim. A história em si é muito bem composta, mas também um pouco confusa se você não prestar atenção.

O filme prevê uma Terceira Guerra Mundial (ano 2019), que aparentemente destruiu Tóquio, e 30 anos depois, uma Nova-Tóquio (Neo-Tokyo) foi construída sobre os restos da antiga. Esta cidade não é nenhum paraíso, com gangues selvagens nas ruas e personagens políticos obscuros nos cargos.

Uma gangue se envolve em uma teia de segredos militares de uma força misteriosa conhecida apenas como "AKIRA".



AKIRA (o projeto original) era um experimento secreto para desenvolver uma nova forma de evolução humana através da manipulação das habilidades e competências de crianças psiquicamente desenvolvidas. Os militares esperavam usar essas crianças como armas vivas, enquanto que os cientistas tinham a esperança de desenvolver um novo ser humano geneticamente superior. Mas tanto os militares como os cientistas envolvidos no projeto descobriram muito tarde que o poder que eles estavam procurando não podia ser controlado.

Akira, uma das crianças envolvidas no experimento, desenvolveu uma força tão grande, que literalmente destruiu tudo em uma grande explosão de energia psíquica, desencadeando uma explosão nuclear como a que conduziu à guerra mundial, já citada.

30 anos mais tarde, as comunidades científicas e militares decidem retomar o projeto AKIRA, iludidos por pensar que poderiam controlar um poder que seus antecessores não conseguiram.

Embora cada personagem tem um nível de importância único em toda a história, os personagens principais são os adolescentes condenados, Tetsuo e seu líder, Kaneda. Tetsuo faz parte da gangue de motoqueiros liderados por Kaneda, mas por ser menor e fraco, ele não é aprovado como um igual por Kaneda.

Em um esforço para melhorar seu status no grupo, ele acaba acidentalmente encontrando uma criança fugitiva do projeto AKIRA.

Tetsuo é depois levado pelos militares ao laboratório para análise. No laboratório, descobriu-se que o contato que Tetsuo teve com a criança, o desencadeou poderes psíquicos.

Os efeitos da liberação da força psíquica, porém, são fortes demais para que ele controlasse, e começa a enlouquecer com seu aumento de poder. Não era mais possível para ele tolerar a sua prisão e experimentos, então, Tetsuo foge do laboratório.



O coronel, que recentemente impôs um golpe de Estado no governo, persegue Tetsuo. Ele pretende usá-lo para aumentar o seu domínio. Enquanto isso, uma facção separada, da qual o agente Kay faz parte, está tentando sabotar o projeto AKIRA para evitar a mesma destruição de 30 anos atrás. Kaneda se envolve com Kay em sua busca por Tetsuo.

Com o Coronel e Kay esperando nos bastidores, tudo leva a um confronto final entre Tetsuo e Kaneda. Tetsuo agora vê Kaneda como um inimigo. Lutando contra Kaneda com algumas interferências do coronel e dos militares, o poder de Akira é novamente libertado, desta vez através de Tetsuo, deixando a Nova-Tóquio devastada.



O final, embora rompa a tradição de que "tudo acaba bem", deixa algumas questões sem resposta. Me fez refletir bastante, mas outras pessoas podem achar que este é um final confuso e decepcionante.

Os personagens são bastante variados, e às vezes é difícil dizer quem está do lado "do bem ou do mal".

A arte e a animação são muito bem feitas (principalmente considerando a época em que foram produzidas), e mais suaves se comparada a muitos animes modernos. Uma coisa que realmente me impressionou foi a luz no rastro das trilhas das motos. É o tipo de truque muito bem feito e muito bem pensado quando se trata de desenhos. A paleta de cores de grande dimensão permitiu que os animadores produzissem o pano de fundo altamente detalhado de um futuro pós-apocalíptico e trazem os personagens do mangá criados por Katsuhiro Otomo à vida. Akira fez um avanço tecnológico dos dias que antecedem a animação 3D.

Entretanto, acredito que o trabalho de dublagem poderia ter sido melhor, este é o único aspecto decepcionante do filme. Eu não gosto da voz de Kaneda e do Coronel. A maioria das vozes dos outros personagens são boas.

Usando elementos que nos faz inferir à Mary Shelley e sua obra Frankenstein e com uma crítica clara à abordagem militarista para a jurisdição do governo, a história segue o caminho violento e sangrento de destruição criado por aqueles que são imprudentes o suficiente para voltar a tentar controlar uma força que é incontrolável, comentendo o erro novamente. "Sangrento" é uma descrição perfeita para Akira. Certamente, não é recomendado para pessoas fracas.

É um filme maduro em todos os sentidos da palavra. É inteligente, bonito e intenso, com algumas cenas de nudez parcial e com algumas imagens perturbadoras. Akira é um dos maiores clássicos de anime de todos os tempos, e um grande título para você começar a assistir anime, se você não assiste.

Akira é um excelente anime de ficção científica. Se você quiser assistir algo com um bom equilíbrio entre ação e conteúdo intelectual, então recomendo este filme.


author

.:: Andhora Silveira ::.

É graduanda em Ciência da Computação. Ama ficção científica,
histórias em quadrinhos, heavy metal, livros, física, astronomia e tecnologia.
É uma leitora exigente e gosta muito de escrever. Vida longa e próspera.

Comente pelo facebook:

Comentário(s):

Comente pelo blogger:

1 comentário:

Bob Mota comentou:

Akira é incrível mesmo!! Eu pretendo adiquirir os Mangás. Com toda certeza algo recomendado para pessoas que amam SciFi. E como você mesmo disse, para quem nunca assistiu anime e quer começar, comece por Akira. Um boa pedida!!

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário

* Todos os comentários são lidos e moderados previamente;

Não serão publicados aqueles comentários que:

* Não estão relacionados ao tema do post;
* Contém propagandas (spam);
* Com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;
* Possui erros ortográficos e miguxês.

Back to Home Back to Top